02/09/2011

Uma pessoa que malha

Esta semana comecei uma nova fase na vida. Entramos na academia, eu e Zé.
Iniciamos na quarta feira, e já me sinto mais disposta, creio que pela mudança de atitude, mais do que pelo benefício físico.

Somos pessoas que malham...

:)

20/05/2011

Seis anos...

Nossa, o tempo passa tão rápido... ontem foi nosso 'aniversário de casamento', por assim dizer. Em 19 de maio de 2005 iniciamos nossa vida de 'casados'. Foi o dia em que o Zé veio de mudança para o RS, moramos inicialmente na casa dos meus pais, depois alugamos um espaço prá gente..

Hoje temos uma filha linda, que em breve completa seu primeiro aninho!

Estou feliz, sou muito feliz construindo minha vida ao lado deste ser humano maravilhoso... birrento, corinthiano, sangue quente, exatamente do jeitinho que eu gostaria que fosse.
:)

17/02/2011

A objeção, o desvio, a desconfiança alegre, a vontade de troçar são sinais de saúde: tudo o que é absoluto pertence à patologia.


Friedrich Nietzsche
Sabe que este rapaz tem razão...
Quanto mais doente ou limitada a pessoa, menos jogo de cintura, menos leveza para encarar a vida.
 
Há de se desviar, de se olhar para o lado, de respirar e rir com a caminhada, com as pedras e com os companheiros de jornada.
Precisa-se de certa flexibilidade para ser feliz.
Não falo em ser um bobo alegre que atura tudo de todos como se não merecesse respeito ou consideração, mas falo de viver com simplicidade... com leveza.
 
Estou tentando construir um estilo de vida simples, organizado e leve.

01/02/2011

"Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo de plantamos" (Provérbio chinês)




Taí uma grande verdade.
Resta ter juízo prá fazer a coisa certa, e acima de tudo ter caráter e consciência dos seus atos.
Porque é difícil reconstruir um bem precioso que se quebra.
Sonho que não seja impossível.

18/01/2011

uma luz q se apaga ou uma estrela que acende?

Neste final de semana faleceu Pe José Marcos Bach.

Tenho um sentimento de tristeza, não tanto por ele ou sua família quanto por nós, que deixamos de conviver com sua genialidade.

Sua produção textual se encontra a salvo, é certo, mas sem publicação em sua maior parte. Ainda não estamos prontos para lê-lo. Como somos limitados.

Sinto a tristeza egoísta de quem pensa que há tanta gente causando retrocesso ao Reino de Deus, de dentro do que se diz sua Igreja, e que permanece aí, lesando o bem comum... e os poucos bons se vão.

Em um mundo quase sem amor, fica difícil ver a vivência de um cristianismo sadio.

Que esta passagem seja o acender de uma estrela, e não o apagar de uma luz a iluminar nosso caminho.

Um agradecimento a este jesuíta, que mesmo em uma ordem tão humanista, teve a dificuldade de convivência comum aos grandes visionários.

Que seu sentido humanista nos seja sempre acessível. Que sejamos menos limitados.

11/01/2011

faz tempo

que não escrevo aqui... logo eu que já fui tão assídua.

Creio que temos várias fases na vida, agora estou vivendo a fase mãe, e está sendo bem legal.
Tem alguns pequeninos contratempos, como esta noite, onde ela acordou umas quatro vezes, risos.
Ela aprendeu a se virar dormindo. Vira de lado, e na sequência vira de bruços.
Ao virar de bruços se assusta, e tenta levantar, como quem está aprendendo a engatinhar... daí acorda e resmunga.
Aí entra a mãe, q pega no colo e ajuda a novamente adormecer.
Não fosse a necessidade de acordar cedo, isso em nada me incomodaria.
É delicioso ter minha filha nos braços, ela é linda, e muito carinhosa.

Um pequeno bebê, cheio de energia e com dois dentinhos apontando na boquinha, sempre pronta a se abrir em um sorriso gostoso.

:)

Postagens populares