18/01/2005

Sobre Caminhos

" Senhor Cristo
Vós que sois tão meigo
Quanto o coração humano
Tão impetuoso
Quanto as forças da natureza
Tão íntimo quanto a própria vida.
Vós em quem posso me dissolver
E junto a quem
Terei domínio e liberdade:
Eu vos amo como um mundo
Como este mundo
Que cativou o meu coração
Sois vós
Agora percebo
Que meus Irmãos na Terra
Mesmo aqueles que não crêem
Sentem e procuram
Por toda mágica
Imensidade do Cosmos."

(Teilhard de Chardin)

Ah, que linda esta oração... profunda, doce...
Doce como um amor correspondido...
Algo que ansiamos profundamente... um amor correspondido...
Pode haver algo mais belo do que isso?
Entendo que Deus espere isso de nós, que consigamos perceber o imenso amor que tem por todos nós, e então nos entreguemos a este amor, correspondendo aos planos de plenitude que ele tem prá cada ser de sua criação.
Nosso caminho é o caminho da felicidade!
Hoje mais do que nunca me peguei pensando sobre os caminhos que trilhamos... comecei o dia lendo um projeto que o Zé Luiz me mandou, tão lindo... (os dois, no caso...)
Falava da dimensão do Caminho... me fez lembrar também da FaaP, que na comemoração dos seus 15 anos (estou correta Pe Cyzo??) refletia sobre o Caminho...
E o Caminho é algo tão desafiador... fácil entender que a maioria das pessoas prefere ficar sentada à beira dele, apenas assistindo a vida passar.
Muitas vezes, mudar o jeito de caminhar faz uma diferença enorme... nos ajuda a ver a beleza que está à nossa volta... o amor que se oferece a cada instante e que temos medo de corresponder... a tão sonhada e ao mesmo tempo negligenciada Felicidade.
Encerro com outra frase, agora do Tiago de Mello:


"Não, não tenho caminho novo
O que tenho de novo é o jeito de caminhar"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

olhe... e comente...

Postagens populares