29/11/2005

papinho de amiga

as vezes os amigos estão tão perto, outras vezes longe demais.
Quando insistimos em ficar curtindo o tempo difícil, sem nos permitir olhar prá cima, pro lado, e ver as soluções, as coisas não saem mesmo do lugar.
Perder-se em si mesmo é algo que fazemos sem mesmo perceber.
Afinal de contas,
quem sou eu?
quem eu era, quem estou sendo, ou quem quero ser?

quem eu era já era,
quem quero ser não sou.

O presente - as ações - os sentimentos - os sonhos - a vivência do presente é que determina nosso ser.

Somos (à imagem e semelhança de Deus) aqueles que somos.

Um papinho entre um café e outro, hoje pela manhã, falou com a mulher que há aqui dentro, e que está buscando ser apenas ela mesma.

Não o outro, não o que os outros acham que deveria ser, mas o que ela é de verdade.

Eis o próximo passo, descobrir quem sou de verdade.

"Não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual,
somos seres espirituais vivendo uma experiência humana."
Teilhard de Chardin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

olhe... e comente...

Postagens populares