31/08/2008

LUTO - tempo de saudade e adaptação

Não tenho muito o que dizer neste momento,
Meu pai pegou o barquinho dele para o outro plano, às 6h45min desta sexta feira.
Deixo aqui as últimas palavras dele, ditas ao meu irmão, que naquela noite estava de acompanhante dele.
- Sou um vitorioso, alcancei a vitória!
Meu irmão concordou, achou que fosse um de seus ‘delírios’, e pediu que ele dormisse (já estava amanhecendo).
Adormeceu e se entregou a Deus. Não sofreu mais, partiu em paz.

Também nós estamos em paz.
Não foi um ADEUS... sabemos que a jornada não termina aqui.

Obrigada pelas manifestações de carinho e apoio em todos os momentos.

Temos bons e preciosos amigos; isto é verdadeiramente um tesouro.

Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário

olhe... e comente...

Postagens populares