17/01/2009

oração aos orixás... e a quem mais for possível...

Orixás.
Eis um tema que conheço pouco, mas que em função de uma oração (aliás lindíssima) que postei há um tempão aqui no blog ainda traz muita gente prá cá.

Desde a experiência que tive em 2008 com a hospitalização do pai, tenho pensado muito nesta coisa de religiosidade, espiritualidade, religião.
Acredito que são coisas diferentes, conceitos diferentes...
E uma coisa que aprendi de tudo que vivenciei, é que o que menos importa de verdade é a confissão religiosa da pessoa.
A confissão pode ajudar, quando a pessoa está envolvida com a religião de confessa, para que ela tenha um aprendizado sistematizado, um envolvimento comunitário...
Mas quando é apenas coisa 'pró forma', realmente não vale de nada.
O que realmente importa?
simples de responder: o amor
"de tudo... fica o amor..."
(1Cor13)

E há algo que falte mais nos nossos dias do que isso?
O que é este massacre a que o povo Palestino está sendo sujeitado, senão uma imensa prova de desamor?
Onde estão os líderes religiosos, que se acham senhores do bem e do mal, mas que cruzam os braços diante da morte insana? Onde estão as autoridades, os que dizem lutar em nome da liberdade do mundo??? Não há nada que possamos efetivamente fazer?

Como me sinto impotente diante disso...

Diante da guerra na terra santa, e diante da guerra que se traça diante de nossos olhos.

Domingo chegamos em casa e uma vizinha veio trazer a notícia de um rapaz aqui de perto que foi morto na beira do rio.
Foi morto com quatro tiros a queima roupa porque devia R$20,00 para os traficantes.
"morreu prá dar exemplo"

...
Guri novo, cheio de vida, com problema de drogadição.
"morreu prá dar exemplo"
...

Exemplo de quê, prá quê?

...
To triste, me sentindo ainda com os pés e mão atados.

e não há oração a orixá nenhum que faça isso melhorar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

olhe... e comente...

Postagens populares