03/07/2018

Psicologia e História - dá samba?

Quando foi publicado em sua primeira edição, em 1952, o “Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais” (DSM) continha 128 categorias para a descrição de modalidades de sofrimento psíquico. Em 2013, em sua quinta e última versão, o Manual apresentava 541 categorias.

Ou seja, em algo em torno de 60 anos, 413 novas categorias foram “descobertas”. Não há nenhum setor das ciências que tenha conhecido um desenvolvimento tão anômalo e impressionante.
(Safatle)

- este enunciado abre caminhos para inúmeras conversas - conversas estas que teremos por aqui daqui prá frente.

Sabe, muita coisa aconteceu desde a minha última postagem, em 2016.
Creio que uma das mais relevantes novidades seja o fato de eu ter voltado a estudar. Iniciei uma nova graduação.

Uma graduação que eu desejava fazer, e nem sabia o quanto, até iniciar as aulas.

Estou na fase inicial do encantamento, e reconheço o quanto a base que a História me deu está contribuindo para tirar o melhor proveito possível desta nova jornada.

Cursar Psicologia está sendo encantador e ao mesmo tempo perturbador. Penso em vir aqui partilhar com o mundo um pouco do que tem povoado a minha mente nestes tempos.

Mesmo que os leitores sejam poucos, o registro da evolução e da leitura da contemporaneidade, que um dia será história, vai me fazer feliz.

Vamos nos falando. Beijo prá quem aparecer por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

olhe... e comente...

Postagens populares