28/12/2012

e já se vai 2012...

E lá se vai 2012... tanta coisa aconteceu neste ano, até um possível ‘fim-de-mundo’ rolou. Mas felizmente foi só mais uma daquelas previsões ‘nostradâmicas’, risos.


Considero 2012 um ano de realizações prá nós, foi o ano da concretização do sonho da casa própria. Nos mudamos em 07 de setembro, uma data emblemática, não é mesmo? Ainda não chegamos nem perto de terminar este projeto, já que há uma série de coisas para ajeitar e para prever também... desde o jardim até os novos cômodos (garagem, área de serviço, churrasqueira, quarto das meninas, etc...).

Bom, a idéia também não era vir aqui fazer uma retrospectiva completa, queria destacar este fato como positivo, e como fato que consolida uma série de coisas boas que nos aconteceram.

Agradeço a saúde de minha família! Passamos um tempo tão triste qdo o pai faleceu... hoje este é sem dúvida o item vital de nossa lista de prioridades. É muito bom ver que a mãe tá com a saúde sob controle, meus irmãos estão saudáveis, o maridão e a filhota também, isso faz toda a diferença.

E em nome desta preocupação com a saúde, inicio a clássica ‘lista de resoluções de ano novo’.

Estou com a agenda nova em punho, e vou começar hoje mesmo a listar algumas das prioridades pessoais, da família e profissionais. Na medida em que forem se definindo eu volto prá postar e partilhar, ok? Vai ser uma maneira de produzir um registro desta vontade, para, espero eu, poder avaliar no final de 2013.

E você, já fez sua lista de resoluções 2013?

19/11/2012

Blog - uma janela para o mundo

Eu já fui mais cuidadosa com este blog, mas isso antes do advento das redes sociais.
A vida se mostra no facebook, não é mesmo?
Pelo menos é a impressão que temos no primeiro momento.

Com a mudança, fomos para uma região de 'apagão de sinal', lá não tem internet via cabo, a via rádio e a 3G simplesmente se recusam a funcionar. Isso é horrível para quem se via tão dependente da internet como nós. Entretanto, tem nos proporcionado um distanciamento interessante, pelo menos no meu caso.

Este final de semana fui na casa da minha irmã, e acessei o face. Nossa, não tive paciência para 5 min. Até dei umas risadas, porque, convenhamos, o povo se puxa na bobagem... mas fora isso, não se aproveita quase nada. Pelo menos é a impressão que tenho agora.

Isso me levou a uma reflexão:  porquê eu criei meu blog? como será q ele anda? porque acabei abandonando-o?

Lembro que tenho vários blogs (todos jogados às traças, tadinhos), que acabei abrindo um para cada 'dimensão' da vida, justamente para não atrapalhar os leitores com muitos assuntos distintos, confundindo os visitantes.

Gosto de escrever. Gosto de sentar aqui, abrir a postagem e jogar o texto, bem como quem joga a conversa em comum em uma roda de amigos, sem rodeios... sem preparação... sem frescura.

Gosto de, eventualmente, reler alguns escritos, é como revisitar uma vida já vivida, um alguém que um dia eu fui, alguém de quem gosto, emboa nem sempre sinta saudades.

Então decidi me reconciliar com o meu blog. Companheiro e amigo fiel. Registro de nossa história, que poderá ser visitado sempre por mim, pelos que me amam, e por quem quer saber mais sobre a "oração aos orixás" (há anos a postagem mais visitada!!!!).

e vc?

Seja sempre muito bem-vindo!

17/07/2012

Reencontrar amigos...

Não contei aqui antes... fizemos um encontro com os colegas de oitava série! Foi muito legal e especial. Este foi em maio... na ocasião reencontramos alguns ex colegas e professoras, inclusive a antiga diretora da escola.
O segundo encontro foi em Junho, mas eu estava viajando por conta do trabalho, e acabei perdendo. Estou ansiosa pelo terceiro encontro. Sei que o tempo não volta atrás, mas é gostoso cultivar boas lembranças.
;)
Grande beijo!!!

01/07/2012

tempo para olhar para os lados.


O ato de observar os semelhantes nos possibilita momentos de iluminação interior.
Deveríamos ser estimulados a isso, com muita freqüência. Entretanto a correria do dia a dia mal nos permite observar o próprio caminho.
Na última ida para SP peguei um vôo com conexão. Eita coisa chata, vamos combinar. Mas... o preço era muitas vezes menor, o que justificava o transtorno.
Então me dei ao direito de ocupar o tempo observando as pessoas. Sem fazer juízo de valor, só observando mesmo. Tão diferentes, tão iguais.
Há um time de futebol feminino no avião, vão para Goiânia, foi o que entendi. Estão muito animadas, com um astral imenso, brincando muito com as crianças presentes. Definitivamente, crianças adoram futebol.
Há uma série de executivos estressados, muito zangados com o atraso, que vai gerar o cancelamento de uma série de reuniões e compromissos importantíssimos.
Há também algumas pessoas com TOC de banheiro. Tem gente que tem tara em banheiro de avião. Até fico impressionada. Desde que paramos há fila. Acho que todos, menos eu e o rapaz que dorme junto à janela aqui do lado não foram para fila.
Estão nos servindo novamente, acho que agora vou tomar o suco de laranja. A fome é tudo.
Ah, a viagem até aqui fiz ao lado de um casal com uma guriazinha linda, me lembrou muito a Bruna. Felizmente a menina não teve o mesmo comportamento da Bruna em sua primeira viagem de avião. Lembro bem que ela gritou alucinadamente, só ficava quieta quando o Zé ficava com ela no colo, em pé, no corredor.
A menina tem um brinquedo, o Tairone. Só as mães fortes e os pais pacienciosos entenderão.

PS> este texto escrevi no dia 11 de junho, enquanto aguardava o transporte de Viracopos para Congonhas. Durou 3,5horas a espera dentro da aeronave. 
O Brasil está preparado para receber a Copa, só não tem condições de receber chuva.

28/04/2012

Amor meu de vida minha


Meu bb lindo! aproveitando a piscina de bolinhas no aniversário da Taís!


17/04/2012

Vamos estudar então...

A última viagem de trabalho que fiz foi um momento especial de repensar carreira, atualização profissional... tudo isso...

Há tempos estou protelando a volta aos estudos, sei que a Bruna toma um belo tempo ainda, e vai sempre tomar... então tenho que me adaptar.

Ontem fiz minha inscrição em um MBA de Planejamento e Gestão Estratégica. Tenho certeza que vai ser um grande momento de aprendizado, e o conhecimento adquirido terá grande valia, seja qual for o rumo que eu vá dar à carreira.

Vou contar por aqui a evolução deste curso, e também partilhar alguns projetos e sonhos.

Segue o baile!

19/03/2012

Sobre mudanças, organização, RH e amor.

Mudanças assustam, né?


Estamos vivendo um horizonte de profundas mudanças organizacionais onde trabalho.

É a mudança em um modelo de gestão em RH.

Tudo bem, se RH não fosse nossa área.

Estar em uma unidade fabril tem alguns sérios contratempos, não participamos ativamente das decisões, e sendo assim, não temos acesso às informações estratégicas.

Por isso falo que as mudanças estão no horizonte.

A gente sabe que virão, estão lá... é inevitável, mas não sabemos muito bem ainda COMO será a nova realidade.

E viver na incerteza é atormentador.

Digo atormentador porque me refiro a clima. Há quem definitivamente não consiga conviver com isso, e por conta deste desequilíbrio interno, torna a vida em grupo algo que pode ser considerado como uma verdadeira tortura.

Está sendo muito difícil lidar com isso em nossa equipe. Por mais que entendamos que é fruto de sofrimento interno, que nada tem a ver com o restante da equipe, é complicado manter a sanidade e trabalhar como se gostaria.

Poxa, porque somos tão complicados, né?

Não está sendo fácil, acredito que fazer este meio de campo, e fazer o esforço para manter a equipe de certa forma coesa, seja no momento meu principal desafio profissional.

O mais complicado de experimentar a gestão, não é a capacitação técnica, ou aplicar o conhecimento dos subsistemas de RH (embora o exercício constante de manter a interrelação entre cada um deles em cada tomada de decisão seja fundamental), mas é o de tratar com Pessoas, em cada uma de suas facetas e singularidades.

Seres humanos são criativos, mas rancorosos, nos surpreendem, e nos magoam. São frágeis, mas ferem profundamente com gestos, com palavras, e com o simples fato de não se envolver com a sobrecarga de trabalho do outro.

Com isso reforço a admiração por Jesus Cristo, tudo se resume em uma só palavra: AMOR!

Se a sua auto-estima está ok, se tu te ama, não joga nos outros a culpa por seu fracasso.

Se tu ama quem está contigo, à tua volta, te tornas o seu próximo, e faz da jornada de ambos algo mais agradável, não uma tortura diária.

Definitivamente, nos falta amor.

23/02/2012

Nossa Bruna


Bruna Sapequinha, meu amor meu de vida minha.
Tarefa agendada: atualizar o blog da pequena.

22/02/2012

Meme... Indicação da Fê.




Regras: 
1. Repassar o selo para 15 blogs e visitá-los. 
2. Responder às perguntas. 

Nome: Barbara Lucas
Uma música: Panis Et Circensis - Mutantes

10 coisas sobre mim: 
1. Sou Historiadora;
2. Não morro de amores por chocolate;
3. Curto imagens de Sapinhos, colecionei e voltarei a colecionar;
4. Ha sapinhos no meu banheiro;
5. Adoraria ter uma máquina de costura;
6. Gosto muito de fotografar, tenho milhares de fotos da minha família;
7. Sou Gremista, e também torço para o Corinthians;
8. Adoro um café passado na hora, principalmente os que o @jrpossato faz;
9. Fico muito mal no calor, resmunguenta...
10. A saudade que tenho do meu pai ainda hoje dói imensamente, de vez em quando choro escondida.

Humor: na primavera e no outono, uma pessoa muito bem humorada.
Uma cor: lilás
Um seriado: CSI
Frase ou palavra mais dita por você: "...Então..." 

O que achou do selo: Muito lindinho, mas 15 blogs? [3]

13/02/2012

não tá morto quem peleia!

Esta é a semana aquela que antecede as férias... estou contando os dias para ter um pouco de descanso.

23/01/2012

Fly Ladies - Metodologia de organização pessoal, organização da casa, rotina e qualidade de vida.

Eu ando meio que alucinada com a quantidade de coisas prá fazer, e com o pouco tempo para fazê-las. Um grande ‘vilão do tempo’ é nosso motivo mais sagrado de alegrias: nossa filhota. A rotina da Bruna nos toma um tempo danado, e é questão de sobrevivência conseguir reorganizar a lida doméstica, já que lá em casa não há (por enquanto e por um boooom tempo) como a gente pagar uma faxineira.
Buscando material para utilizar na comunicação interna da empresa onde trabalho (dicas de otimização do tempo) encontrei o blog Vida Organizada, da Taís Godinho, e lá entrei em contato com o mundo das Fly Ladies. Entrei no grupo de distribuição de e-mails do yahoo, e desde lá estou, com passinhos de bebê, progredindo um pouco a cada dia.
De vez em quando a gente “cai da carroça”, como as meninas dizem... (este final de semana em especial foi um pandemônio lá em casa, tem roupa por todo o lado). Mas o mais legal é que com a construção das rotinas, a casa tende a se ‘auto-arrumar’. 
A idéia central da metodologia é você construir rotinas diárias (rotina da manhã e rotina da noite) que te ajudem a adquirir a cultura da organização. Sem neuras.
A casa é dividida em zonas, e a cada semana do mês você dá uma atenção especial para a “zona da semana”, desta forma fica ‘abolido’ o faxinão de sexta feira, pois a cada dia, com 15 minutinhos de dedicação, você vai mantendo a casa ajustada e habitável. Claro que esse lance da “casa se auto-arrumar” é algo que vai acontecer com o tempo, primeiro vem os passinhos de bebê, os BabySteps.
Mas tudo isso vai acontecendo muito naturalmente, quando nos inscrevemos recebemos o arquivo com os 31 baby steps, que devem ser aplicados no decorrer de um mês, um passinho por vez, e que vai ajudar a entrar no ‘jeito’ das Fly.
Tem tudo muito bem explicadinho também no blog da Fly Ro Brasileira. Façam a visita.
Vou abrir uma guia para o método, pode ser uma boa para ajudar os visitantes que precisam de uma ajudinha, e principalmente para me ajudar a manter a disciplina.
Nesta semana vamos para a Zona 4 – que é o quarto principal.

18/01/2012

Oportunidade de Desenvolvimento (!!??)

Vivi em 2006 uma grande decepção pessoal, com um grupo de pessoas que era 'liderado' por mim.
Eu coordenava um grupo, e ao abandonar esta função, o grupo se desfez.
Me senti uma verdadeira fracassada, por não ter tido condições de formar sucessores, ou de realmente desenvolver pessoas de maneira que elas 'tocassem o barco' sem minha intervenção direta. Foi uma pena, mas não houve como reparar este erro.
Hoje, uns bons anos adiante, e com uma série de reflexões e tombos na bagagem, me vejo diante de uma oportunidade de reaprender a acompanhar o trabalho de desenvolvimento de um grupo.
Temos, na empresa onde trabalho, um programa que vai atuar intensamente no desenvolvimento de pessoas através da formação de grupos de trabalho, tanto para revisão de processos, quanto para proposições de melhorias. Estou, como RH, acompanhando estas atividades, e como 'colaboradora', inserida em um destes grupos.

Há tempo que estou para escrever sobre isso, sobre o quanto tenho feito de forma diferente as coisas, buscando aprender com os erros e não repetir o passado que não deu certo.

Estou vivendo uma série de mudanças na vida (e quem não está, não é mesmo??), e quero partilhar um pouco deste processo de amadurecimento, pois sei o quanto é importante esta troca para ajudar no nosso aprendizado.

Descobri recentemente um grupo de pessoas muito especial, as Fly... participo de duas listas com estas mulheres (há também alguns LORDS no grupo, mas em geral são mais tímidos...) e com elas tenho aprendido também a ser uma dona de casa mais assertiva, e até uma mãe mais responsável.

Me senti muito orgulhosa ontem ao servir um jantar saudável, fresquinho e delicioso pro meu bebê.
Também sobre isso quero falar mais.

Bom, uma das coisas que estou aprendendo com as Fly, é otimizar as coisas, e me livrar das tralhas (clutters). Então vou promover algumas alterações neste blog, e estou aceitando sugestões!

Vamos lá então... nos falamos!

Postagens populares